Arquivo da tag: agricultura

Comercialização de Agrotóxicos

Além de um relatório sobre comercialização de agrotóxicos entre 2000 e 2012, a página apresenta diversas planilhas sobre consumo de agrotóxicos no Brasil, com informações sobre:

  • Os 10 ingredientes ativos mais vendidos
  • Produção, importação, exportação e vendas
  • Vendas por classe de periculosidade ambiental
  • Vendas por classe de uso
  • Vendas de ingredientes ativos por UF
  • Vendas por UF
  • Classe de uso por UF

 

Comissão Pastoral da Terra

A Comissão Pastoral da Terra (CPT) realiza levantamentos de diversos tipos de conflitos no campo que são anualmente sistematizados nos Cadernos Conflitos no Campo. É possível acessar a cada ano dados sobre:

  • Acampamentos
  • Ameaçados de Morte
  • Áreas em Conflito
  • Assassinatos
  • Conflitos pela Água
  • Desrespeito Trabalhista
  • Conflitos por Terra – Ocorrências
  • Manifestações
  • Ações de Resistência
  • Ocupações
  • Superexploração
  • Tentativa de Assassinato
  • Trabalho Escravo
  • Violência contra a Ocupação e a Posse
  • Violência contra a Pessoa

AGROECOLOGIA EM REDE

Agroecologia em Rede é um sistema de informações sobre iniciativas em Agroecologia. É composto por três bancos de dados interligados entre si: o Banco de Experiências, o Banco de Pesquisas e o Banco de Contatos (pessoais e movimentos sociais, redes e grupos e instituições). As consultas e os cadastros nos bancos de dados podem ser feitas livremente pelos visitantes do sistema.

É possível consultar dados sobre experiências agroecológicas por localização, sujeitos/identidades (caiçaras, quilombolas, campesinato, assentados e outros) e por áreas temáticas (Alimentação, Saúde, Sementes, Sistemas Agroflorestais e outros) e sub-temas. Como também consultar sobre instituições, grupos e redes por tipo de atuação dos coletivos (movimentos sociais, cooperativas, sindicatos e outros), além das áreas temáticas de atuação e localização.

O gerenciamento dos bancos de dados do site é realizado pela Articulação Nacional de Agroecologia (ANA), Associação Brasileira de Agroecologia (ABA),  Agroecologia e Sociedade Científica Latino-Americana de Agroecologia (Socla).

Censo Agropecuário 2006

O IBGE realizou, no ano 2007, o Censo Agropecuário 2006 que teve por objetivo retratar a realidade do Brasil Agrário, considerando-se suas inter-relações com atores, cenários, modos e instrumentos de ação. Assim, em atendimento a uma melhor aproximação que identificasse e captasse a dinâmica dos meios produtivos e do uso da terra, a variabilidade nas relações de trabalho e ocupação, o grau de especialização e tecnificação de mão-de-obra, e o crescente interesse quanto aos reflexos sobre o patrimônio ambiental, e todas as alterações ocorridas.

O Censo Agropecuário 2006, no elenco de suas variáveis, investigou, em todo universo visitado, os estabelecimentos agropecuários, as atividades agropecuárias desenvolvidas, abrangendo informações detalhadas sobre as características do produtor, características do estabelecimento, economia e emprego no meio rural, pecuária, lavoura e agroindústria.

Diferentemente dos anteriores, o Censo Agropecuário 2006 incluiu questões referentes à caracterização do produtor, como sexo, tempo de direção do estabelecimento e naturalidade, além de levantamento sobre a atividade econômica fora do estabelecimento do produtor e de membros de sua família, que residiam no estabelecimento agropecuário. Também foram levantadas informações sobre as diferentes práticas agrícolas e formas de ocupação da área; manejo e conservação do solo; utilização de agrotóxicos; agricultura orgânica; atividades aquícolas; e disponibilidade de água dentro do estabelecimento.

A República dos Ruralistas

No Congresso Nacional tramitam atualmente inúmeras propostas que atacam frontalmente os direitos indígenas garantidos na Constituição de 1988; direitos conquistados pela população brasileira há mais de 25 anos para proteger sua diversidade cultural e ambiental.

Quem são os interessados em restringir esses direitos? Parlamentares da bancada ruralista, a maioria deles grandes proprietários de terra, que, legislando em favor de si próprios, cobiçam terras indígenas, territórios quilombolas e unidades de conservação. Eles querem aprofundar o poder oligárquico que sempre marcou a história do país, e consolidar de vez o Brasil como uma República dos Ruralistas.

Com este site, apresentamos uma sistematização de informações sobre financiadores de campanha, patrimônio fundiário e financeiro, além de ocorrências judiciais da bancada ruralista. O site conta com 32 perfis das principais lideranças ruralistas no Senado e na Câmara, autores ou apoiadores de projetos que atentam contra os direitos indígenas. Progressivamente, alcançaremos toda a bancada e aprofundaremos a análise das informações.

De fontes públicas, os dados aqui disponibilizados reforçam a ligação desses parlamentares com empresas multinacionais do agronegócio, crimes ambientais e contra populações tradicionais e pequenos agricultores. Tornam claros também os interesses particulares e corporativos das propostas que defendem.