Dados Abertos e Movimentos Sociais

Acho que dados abertos, e a manipulação de dados em geral, são recursos que devem ser valorizados nas lutas dos movimentos sociais. Ter dados em mãos e saber entendê-los pode reforçar a argumentação por trás das diversas reivindicações. As possibilidades do seu uso são muitas, como por exemplo a verificação de contas públicas, combate à corrupção, acompanhamento de financiamento de campanhas eleitorais, etc. Enfim, é de se pensar que se o grande capital tira proveito e se beneficia do uso e entendimento de dados, então é momento que os movimentos sociais usem essa ferramenta em suas lutas. Daí achei bacana a oficina, pois fornece uma visão geral do processo de uso de dados abertos.

Considero que a principal dificuldade está na organização das bases de dados, parecendo difícil de encontrar o que se busca e inclusive os dados “crus”. Elas devem ser estudadas e a sua estrutura mapeada. A disponibilização de dados em formatos não facilmente manipuláveis, além do fato de que provavelmente existem muitos dados de interesse que não são publicados, também são dificuldades.